Pizza: O Que Você Ainda Não Sabe

Pizza: O Que Você Ainda Não Sabe

Pizza portuguesa, parmegiana, napolitana, … humm!!! É uma delicia não é mesmo!

Mas você sabe de onde a pizza é originária? Se você respondeu que a pizza teve sua origem na Itália, então você errou feio!

Existem diversas versões sobre o descobrimento da pizza, mas alguns relatos afirmam que a história da pizza começou com os egípcios a mais de 6.000 mil anos atrás. Acredita-se que eles foram os primeiros a misturar a farinha e a água para formar a mistura.

Já outros relatos mostram que, os primeiros a inventar essa preparação culinária fora os gregos. Nessa preparação, os gregos utilizavam a farinha de trigo, arroz ou grão-de-bico e assava em tijolos quentes.

No inicio de sua existência, a pizza não levava todos esses ingredientes como conhecemos hoje. Naquela época, os únicos ingredientes utilizados, além da massa, eram as ervas regionais e o azeite de oliva. Mais tarde é que os tomates foram acrescentados pelos italianos.

O mais curioso de tudo, é que no inicio, a pizza não apresentava esse formato redondo ao qual conhecemos hoje. Naquela época, a pizza era dobrada ao meio feito um sanduiche.

A pizza era um alimento de pessoas humildes do sul da Itália, ou seja, ela se limitava apenas nas camadas mais pobre da sociedade. Ela ainda não atendia aos nobres e burgueses.

Mas, dois fatores foram muito importantes para que a pizza ficasse mundialmente reconhecida e tivesse a aceitação que ela tem hoje.

A grande explosão da pizza iniciou quando o Rei Humberto e a Rainha Marguerita visitaram a cidade de Nápoles e chamou o pizzaiolo Raffaele Esposito para preparar um prato muito especial para a suprema corte.

O pizzaiolo serviu para a família real duas pizzas diferentes. Uma delas trazia o queijo mozarela, tomate e basílico.

O outro grande fator foi a combinação da massa fermentada com os dois ingredientes, tomate e queijo mozarela de búfala

Mas você sabe como foi que a pizza chegou ao Brasil?

A pizza chegou ao Brasil somente a partir do século XIX, com a chegada dos imigrantes italianos e hoje pode ser encontrada facilmente na maioria das cidades brasileiras.

No Brasil, o primeiro lugar onde as primeiras pizzas começaram a ser comercializada pelos italianos, foi no Brás, bairro paulistano. Aos poucos, a pizza foi se disseminando pela cidade de São Paulo.

De lá pra cá, a criatividade começou rolar à solta! As pizzas começaram ganhar novas coberturas cada vez mais diversificadas, apresentando várias versões, tanto doce, como salgada.

Como Fazer Massa de Pizza Caseira

E aí, você sabe como é feita a massa de pizza? Não, então fique atenta que vou te mostrar agora como fazer uma deliciosa massa caseira! A cobertura fica por sua conta!

Obs.: Essa receita é da autoria da Rita Lobo

Então, anota aí os ingredientes da massa!

  • 6 xícaras (chá) de farinha de trigo (cerca de 740 g)
  • 2 colheres (sopa) de fermento biológico seco (20 g)
  • 2 colheres (chá) de açúcar
  • 2 colheres (chá) de sal
  • 2 1/2 xícaras (chá) de água morna
  • 1/4 xícara (chá) de azeite
  • farinha de trigo para polvilhar a bancada
  • azeite para untar a tigela

Modo de preparo:

  1. Numa tigela, misture o fermento e o açúcar. Regue com a água morna e, com uma colher, misture bem para dissolver. Deixe em temperatura ambiente até espumar – cerca de 5 minutos.
  2. Enquanto isso, na tigela da batedeira, misture a farinha com o sal e abra um buraco no centro. Separe uma tigela ou outro recipiente grande e unte com 2 colheres (sopa) de azeite – ela tem que ter espaço suficiente para a massa crescer bastante.
  3. Assim que espumar, despeje a mistura de fermento no centro da tigela com farinha. Adicione ¼ de xícara (chá) de azeite e misture, com uma espátula, apenas para incorporar.
  4. Para sovar a massa: encaixe a tigela na batedeira com o gancho; comece a bater em velocidade baixa por 5 minutos; aumente a velocidade, aos poucos, para alta e deixe bater por mais 15 minutos até formar uma massa lisa – ela vai descolar da lateral da tigela e formar uma bola no gancho da batedeira.
  5. Com as pontas dos dedos (ou uma espátula), desgrude a massa da tigela da batedeira e transfira para o recipiente untado com azeite. Cubra com filme e deixe descansar por 1 hora, até crescer e dobrar de volume.
  6. Quando faltar 30 minutos para completar o tempo de crescimento da massa, preaqueça o forno a 250 ºC (temperatura alta). Se for utilizar uma assadeira de pedra sabão, coloque-a dentro do forno ainda frio para aquecer desde o início – caso contrário, ela pode rachar com o choque térmico.
  7. Polvilhe uma bancada lisa com farinha de trigo; transfira a massa de pizza para a bancada e, com uma espátula (ou faca) divida em 4 porções. Utilize a seguir ou, se preferir, embale individualmente com filme e armazene na geladeira por 3 dias ou no congelador por até 1 mês.

Além de fazer pizza para consumo próprio, você também pode fazer pizza brotinho para vender e ganhar uma graninha extra.

Outra dica excelente para ter uma renda extra ou mesmo ter seu próprio negócio, é aprender como fazer salgados para vender.

Conheço muitas pessoas que estão fazendo fortuna fazendo salgados para vender. Se você quiser embarcar nessa, vá em frente, pois, é um ótimo negócio!

 

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *